#criandomeufuturo · Para ler...

Um texto sobre liberdade

O que é liberdade pra você? Você se sente livre? Se não, o que te mantém preso?

Essas são questões que eu sempre me faço pra saber se estou no caminho certo. Respondendo a primeira pergunta, acredito que liberdade é ter o poder de escolher. Ou seja, poder morar aonde eu quero, comer o que eu quero, vestir o que eu quero, acordar quando eu quero… Pra mim, a equação que define o que é liberdade é: liberdade = tempo + dinheiro.

Hoje em dia, eu ainda não me sinto livre. Sei que tenho uma longa caminhada até a minha independência. Mas diferente de algum tempo atrás, hoje, eu tenho perspectiva. Hoje, eu fiquei mais consciente de quem eu sou e do que eu quero fazer.

Quando eu criei a hashtag “criandomeufuturo” eu estava numa posição bem diferente da que eu estou hoje. Estava ganhando dinheiro (e guardando – o que é o mais importante), trabalhando numa multinacional, estudando numa federal, tinha acabado de fechar um intercâmbio, estava fazendo curso de inglês… Eu sabia que aquilo não era o que eu queria fazer, mas era o que eu tinha que fazer. Naquele momento, eu estava em processo de recuperação de uma fase bem ruim e depressiva da minha vida. E aquilo tinha me dado um novo fôlego e motivos pra continuar. Até que eu fui demitida.

No momento que isso aconteceu eu perdi o chão, tive que cancelar o intercâmbio, o curso de inglês e até o Spotify. Eu não esperava por aquilo, porque tinha um contrato de um ano com a empresa. Eu tentei me manter firme no que ainda restava, mas um período pior e mais depressivo veio. Eu até arrumei um estágio numa agência de viagens, mas também não durou muito, eu só confirmei o que eu já sabia: que eu estava no caminho errado.

Então, eu decidi fazer o que era preciso fazer para conquistar a liberdade que eu quero, e o fato de ter decidido isso é que tá me dando forças pra não me entregar de novo.

Não vou dizer que é fácil, porque NÃO É! Eu preciso acordar todos os dias me lembrando que eu preciso fazer algo que vai ajudar a criar o futuro que eu quero, e na maioria dos dias, eu não quero fazer nada disso. Tem dias que eu só quero deitar no sofá e assistir Grey’s Anatomy o dia todo (e tem dias que eu faço isso mesmo). Mas treinei meu cérebro pra lembrar que, se eu ficar na minha zona de conforto, eu vou continuar presa e dependente. Então quando esse sentimento vem, eu vou me motivando até conseguir fazer o que eu preciso.

O que eu quero dizer com tudo isso, pra mim e pra vocês, é que, se você não desistir, você vai conseguir chegar num lugar melhor, você vai conseguir realizar seu sonho, e vai conseguir se tornar livre. Eu sei disso, e sei que você também sabe. Quando você tem poder de escolha, quando você se torna livre, sua vida muda, e isso não tem preço…

 

Desenvolvimento Pessoal · Para ler...

Padrão detectado

*Alerta de texto não motivacional, ou de que eu finjo que minha vida está nos trilhos*

Desde que eu era pequena eu tenho sonhos de realizar coisas grandes, de poder mudar completamente a minha realidade, mas eu nunca consegui.

Sempre que eu olho pro passado, eu vejo uma Melissa que tenta fazer várias coisas e nunca consegue ter sucesso em nada. Hoje em dia, descobri um padrão (pausa para dar a devida importância ao processo de autoconhecimento): eu adoro começar novos projetos, amo ideias novas e sempre acho que aquele projeto novo vai ser o que vai mudar minha vida; mas eu nunca termino nenhum, nunca avanço. Por que? Porque eu desisto. Simples assim.

Desistir tem sido um hábito pra mim, desde sempre. Então sempre que começa a ficar difícil, que eu tenho que agir, fazer algo que eu não gosto ou me dá medo, ou não está me dando resultados positivos imediatos, eu travo e desisto. E esse é o padrão de funcionamento do meu cérebro.

Eu não pretendo desanimar ninguém, mas grande parte da população é exatamente como eu. Ou eles nem começam a mudança, ou começam e desistem. Esse é o jeito que seus cérebros foram programados pra funcionar. E desse jeito parece que nada dá certo nunca.

O interessante é que eu consegui identificar isso, consegui descobrir o que me trava, e isso pode me ajudar a desconstruir esse padrão de funcionamento. É uma tarefa fácil? Hell no. Mas saber já é um começo. E com esse começo, aí sim, eu vou conseguir colocar minha vida nos trilhos. Hoje eu tinha duas opções: assistir Netflix a tarde toda, ou fazer um post. E eu gostei da escolha que eu fiz. Então, se você puder escolher entre desistir e permanecer, permaneça. Pode ser que você só não tenha tentado o suficiente…

#criandomeufuturo · Desenvolvimento Pessoal · Empreendedorismo · Finanças

4 livros de negócios que você precisa ler!

Você se sente perdida no mundo, não sabe o porquê de nunca conseguir realizar seus sonhos por falta de recursos e, pra falar bem a verdade, não sabe porque ainda tá pobre (rs)? Então esses livros vão te ajudar muito. Sério. Eles vem mudando minha visão de mundo aos poucos e me ensinando como ter uma vida boa :)

1. Pai Rico Pai Pobre
Eu vejo esse livro como uma revolução no jeito que eu via minhas finanças e quais escolhas eu tinha que fazer para começar a criar riqueza. Por que escola + faculdade + emprego + aposentadoria é uma furada? Por que fazer o dinheiro trabalhar pra você é melhor do que trabalhar por dinheiro? Cê você não sabe, vai descobrir tudo isso lendo esse livro. Não perde a chance ;)

2. O negócio do Século XXI
Outro livro ainda mais impressionante e faz muito sentido pra mim, agora, é esse. Ele fala sobre a evolução do empreendedorismo, que significa ter uma grande organização com pouco investimento e uma estrutura de desenvolvimento pessoal muito forte. Resumindo, esse livro quebra paradigmas.

3. Os Segredos da Mente Milionária
É com esse livro que você vai, REALMENTE, entender como as pessoas ricas pensam. Você vai descobrir como criar o mindset necessário para enriquecer, o porquê de você não estar rico ainda e ainda propõe alguns exercícios para você começar a mudar sua vida financeira (como, por exemplo, guardar 20% da sua renda mensal para investimentos).

4. Geração de Valor
Não siga a boiada. Não arranje um emprego. Faça o que tem que ser feito e chegue aonde você quer. E, sem dúvidas, leia esse livro.

 

 

#criandomeufuturo · Para ler...

Jornada

Há muito tempo atrás eu ouvi a canção “The Climb”, da Miley, e sempre gostei muito da melodia e da letra. Sabe aquela música que sempre foi e sempre vai ser uma das suas favoritas? Então, essa era ela, pra mim. Mas hoje ela me tocou de um jeito especial. Hoje, eu enxerguei o valor que ela tinha. Hoje, eu percebi que o caminho é mais importante que o destino. Definitivamente.

Nos últimos tempos, eu venho melhorando meu jeito de viver. Seja lendo mais livros (tanto que já finalizei 14 livros, só nesse semestre) ou, simplesmente, trocando um chá gelado com açúcar por um sem. Todas essas mudanças tem me fortalecido. E, é sobre isso que eu vim falar com você: sua jornada.

Não é que o resultado final não importa. Ele importa sim! Os seus sonhos são MUITO importantes! Mas o que mais importa é o que você vai fazer pra tornar eles realidade. É como você vai se preparar, e o quanto vai crescer nesse processo.

E, hoje, eu vim te falar que esse processo é maravilhoso, que o seu presente importa (porque é tudo o que você tem, já que o passado já passou, e o futuro ainda vai chegar). Vim aqui pra te falar que vale a pena se dedicar a ser melhor como pessoa, e que, se você fizer isso direito, vai poder mudar muitas vidas.

Faça um favor a você mesmo e não desperdice o seu dom. Caiu? Levanta. Tomou um não? Se acostuma, porque não vai ser o primeiro, nem o último. Veja o que é importante pra você e corra atrás do que você quer. Faça o que você sabe fazer melhor, invista dinheiro, inicie um negócio próprio, dance, viaje! Faça alguma coisa! Sua jornada é você quem faz, então escolha bem seu futuro, ou seja, seu “hoje” de amanhã. Ele depende das suas escolhas.  Então, se fortaleça e faça da sua a melhor jornada…

Não é sobre o quão rápido eu chego lá
Não é sobre o que está esperando do outro lado
É a escalada…